Implantes Dentário

Implantes Dentário

Implantes

A perda de um ou mais dentes, principalmente na fase adulta, afeta não só a questão estética, pois com o tempo interfere em toda a arcada, que pode ter efeitos colaterais na saúde. A melhor forma de suprir a falta do(s) dente(s) é o implante dentário. Um procedimento que fica muito próximo ao dente natural, pois é colocado um pino de titânio na estrutura óssea com uma prótese muito semelhante ao dente, tanto em cor, formato e tamanho do dente perdido.

Quando há perda de um dente, o implante é unitário e ocupará o espaço do dente ausente.

A perda de mais dentes prejudica a mastigação e os alimentos mal triturados podem sobrecarregar o estômago, trazendo problemas ao órgão.

Quando vários dentes são perdidos é preciso fazer o implante múltiplo e o mais rapidamente possível para que não haja a atrofia óssea onde há a falta de dente. No implante múltiplo, avalia-se a quantidade de próteses que será colocada e são instalados pinos de titânio na base óssea, que funcionarão como “raiz”. As próteses de porcelana são grudadas umas às outras. Este modelo não permite a utilização de fio dental entre as próteses, pois não há espaço entre elas para a passagem do fio e nos de fixação são colocados em pinos. Aparentemente, a prótese de porcelana assemelha-se muito ao dente natural e sua tonalidade segue o padrão do restante dos dentes originais.

Ter um sorriso atraente e encantador é o desejo de muitas pessoas que se preocupam com a estética dos dentes. De acordo com psicólogos, ter o sorriso dos sonhos é essencial para a construção da autoestima de vários homens e mulheres, que muitas vezes são impedidos de sorrir devido aos problemas dentários.

Quando ocorre a perda de um ou mais dentes, é necessário realizar um implante de titânio. O implante unitário é indicado sempre que houver perda de um único dente, enquanto que o implante múltiplo é feito para substituir um grupo de dentes.

O que é implante?

O implante dentário é um procedimento de inserção de suportes artificiais de metal para posteriormente fazer a instalação de uma prótese.  A colocação da estrutura é feita de forma cirúrgica, sob anestesia, após uma avaliação completa da saúde das gengivas.

As raízes artificiais irão possibilitar a implementação de dentes de resina ou porcelana, em substituição à próteses comuns como a dentadura, promovendo maior conforto e segurança na hora de sorrir, falar e mastigar, além do excelente resultado estético.   

Tipos de implante e suas diferenças

Implante ósseo integrado: esta é a opção mais recomendada pelos dentistas, pois os pinos de titânio são implatados diretamente no osso maxilar. A integração ao osso, ocorre dentro de quatro ou seis meses, para em seguida receber a prótese.   

Implante zigomático: esta opção é recomendada para pacientes que tiveram reabsorções ósseas no maxilar. O procedimento é feito com anestesia geral e é indicado sempre que houver perda óssea severa.

Implante curto: este procedimento é indicado quando o paciente não possui estrutura óssea suficiente paca colocação de um implante convencional e não deseja fazer enxertos.

Vantagens de um implante

Após a colocação do implante o paciente estará apto à instalação da prótese, que irá promover a reabilitação bucal em todas as suas funções. A partir de então será possível sorrir, falar e mastigar com confiança e conforto, sem se preocupar com críticas ou inconvenientes. A melhora na estética irá elevar a autoestima, evitando problemas como isolamento social e depressão.

Cuidados pós operatórios

Após a realização do implante, o paciente deverá seguir todas a recomendações do dentista que irá propor alguns cuidados, de modo a evitar complicações e problemas. Muitas vezes é necessário fazer repouso e tomar algum medicamento para prevenir infecções e inflamações. Fique atento!